sexta-feira, 24 de março de 2017

FIM DOS DIAS?

Posted by Charles E. on sexta-feira, março 24, 2017

Os cientistas temem que esse evento histórico possa provocar um novo desastre "apocalíptico"

 Os pesquisadores acreditam que o aquecimento global provocou a maior extinção em massa na história da Terra e agora os especialistas receiam que uma repetição possa acontecer em breve.

 
Cerca de 250 milhões de anos atrás, cerca de 90 por cento de todos os seres vivos foram extintos no evento "extinção em massa no Permiano", com os cientistas ainda sem saberem a causa exata.

video

Agora os especialistas, que antes suspeitavam de ataques de meteoro e enormes erupções vulcânicas, acreditam que o desastre foi provocado pelo aquecimento global. Dizem que grandes quantidades de metano foram libertadas para a atmosfera, e teve resultados "catastróficos".
Num artigo publicado na revista Palaeoworld, a equipe disse:  

"Com base em medições de gases presos na calcite, a libertação de metano é considerada a fonte final e causa do dramático aquecimento global que alterou a vida observado no final do Permiano".

 "O aquecimento global provocado pela libertação maciça de dióxido de carbono pode ser catastrófico, mas a libertação de metano a partir de hidrato pode ser apocalíptica".

Eles alertaram que a Terra poderia dirigir-se para uma
repetição devastadora da catástrofe se o metano preso nas geleiras do Ártico, fosse libertado devido ao derretimento das calotas polares.

O professor Peter Wadhams, chefe do Grupo de Física do Oceano Polar na Universidade de Cambridge, concordou com a teoria.

Ele disse: "Se houvesse uma grande liberação de metano, que agora é possível devido à instabilidade dos hidratos de metano debaixo das geleiras continentais do Ártico, isso poderia facilmente dar origem a um pulso muito grande".

"Essa ameaça moderna é muito real e muito séria e tem sido muito desconsiderada pelo Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas".

No entanto, insistiu contra o excesso alarmista visto ser apenas uma teoria. Professor Wadhams também discordou com o título sensacionalista, 'Hidrato de metano: causa assassina da maior extinção em massa da Terra'.

Ele disse: "Há uma tendência nestes dias para oferecer um exagero sobre a importância de uma descoberta".

"O metano pode ou não ser a causa das extinções descritas. A evidência é equívoca. Mas não justifica todo o sensasionalismo."

0 comentários:

Enviar um comentário

  • RSS
  • Delicious
  • Digg
  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin

Search Site