sábado, 8 de abril de 2017

FUNCIONÁRIOS DA ADMINISTRAÇÃO OBAMA ABUSARAM DO PODER?

Posted by Charles E. on sábado, abril 08, 2017

Um novo escândalo pode estar a surgir devido ao abuso de poder de alguns funcionários da administração da era Obama.



O escândalo pode ser maior que o Watergate... e porventura veremos altos quadros da administração Obama a contas com a justiça.


A história sobre o SurveillanceGate pode cair em cima dos democratas como  foi revelado por Susan Rice, antiga conselheira da Segurança Nacional de Obama, e fazia parte de uma conspiração para vigiar e "desmascarar " os oficiais da camapanha do presidente Trump num esforço para destruir as hipóteses de Trump vencer as eleições ou de governar depois de ser eleito.

O Daily Caller revela que Susan Rice ordenou que as agências de espionagem fizessem planos detalhados com nomes e identidades de funcionários da equipa de Trump. Este é um crime capital e um abuso grosseiro de poder ao nível mais alto, maior que o escândalo Watergate da era Nixon.

Segundo o site do The Daily Caller

De acordo com o ex-procurador Joseph DiGenova, a assessora de segurança nacional do ex-presidente Barack Obama, Susan Rice, ordenou que as agências de espionagem dos EUA produzissem "listas detalhadas" de telefonemas envolvendo Donald Trump e os seus assessores quando se candidatou à presidência.

Numa entrevista ao The Daily Caller News, diGenova referiu: "O que foi produzido pela comunidade de inteligência a pedido da Sra. Rice foram listas detalhadas de telefonemas interceptados de associados de Trump em conversas perfeitamente legais com outros indivíduos".

Também Michael Doran, ex-diretor sênior do NSC, disse ao TheDCNF na segunda-feira que "alguém fez um buraco na parede para ver os segredos de segurança nacional e a política partidária". Isto "era informação que devia estar hermeticamente fechada da política, e a administração Obama encontrou uma maneira de fazer um buraco na parede", referiu.



Do site BloomBerg News:

De acordo com autoridades norte-americanas, no mês passado os advogados da Casa Branca souberam que a ex-assessora da Segurança Nacional Susan Rice pediu as identidades das pessoas que estiveram relacionadas com a campanha de Donald Trump.

A CNN deprecia a notícia,

O que fazem os media ligados ao democratas em resposta a esta notícia bombástica e que pode vir a ter maior impacto que o Watergate? A CNN está agora a instar os seus telespectadores a ignorarem a história, afirmando que é tudo "falso", insistindo que se deve dar atenção à interferência russa na campanha de Trump.
Ao entrevistar um congressista democrata, Chris Cuomo da CNN, afirmou que era "visivelmente falso" que Rice tenha solicitado a vigilância da equipa de Trump, mesmo que isso seja exactamente o que os relatórios de provam.

Esta pode vir a ser a maior bomba de corrupção de uma administração na Casa Branca desde o caso Watergate, mas os media de esquerda, ligados aos democratas, tentam ignorar os fatos, decidindo antecipadamente que "não há nada para investigar".










0 comentários:

Enviar um comentário

  • RSS
  • Delicious
  • Digg
  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin

Search Site