terça-feira, 13 de junho de 2017

ESTÁ A CRESCER O NUMERO DE ASTERÓIDES QUE PODEM ATINGIR A TERRA (com vídeo)

Astrónomos afirmam que o risco de um importante asteróide atingir a Terra cresce significativamente a cada ano.

 


A chuva de meteoros 'Taurid' que atinge a Terra regularmente, mostrou um aumento significativo em 2015. Astrónomos descobriram que isso deveu-se a uma estrutura orbital bem definida e descobriram pelo menos dois asteróides com 200-300 metros.

 


A probabilidade de impacto de um asteróide com a Terra aumenta a cada ano.

 

Pesquisadores do Astronomical Institute of the Czech Academy of Sciences, mostraram que um "novo ramo" de Taurídeos contém pelo menos dois asteróides de tamanho  entre 200-300 metros. Uma vez que é provável que muitos dos asteróides  de diametro ou mesmo maiores ainda não estejam descobertos o risco de impacto aumenta significativamente quando a Terra encontra uma nova chuva de meteoros 'Taurid' a cada poucos anos, afirmaram pesquisadores.



O Mistério Taurid


O fluxo de meteoros de Taurid produz pelo menos quatro chuvas de meteoros na Terra: duas estão ativas de noite, desde o final de setembro até ao início de dezembro, e duas por dia, de maio até meio de julho. Embora o cometa 2P / Encke seja o corpo principal do fluxo Taurid, também foi proposto que 2P / Encke seja apenas um fragmento de um cometa muito maior, que foi separado há milhares de anos e formou todo o complexo Taurid, incluindo uma série de Asteróides.

 

No entanto, muitos dos asteróides propostos podem ter órbitas semelhantes apenas por acaso. Até a alguns anos, a atividade de Taurid foi maior do que é actualmente, especialmente em termos do número de meteoritos brilhantes ou bolas de fogo.






"Fizemos uma análise cuidadosa de 144 bolas de fogo Taurid observadas pelos novos observatórios digitais de bolas de fogo autônomos da European Fireball Network, espalhados por 13 estações pela República Tcheca, Áustria e Eslováquia em 2015, quando a atividade foi melhorada", disseram pesquisadores.

 

As órbitas de 113 bolas de fogo mostram características comuns e formam uma estrutura orbital bem definida.



As massas dos meteoritos observados estavam em uma ampla gama de 0,1 gramas para mais de 1.000 kg. "Descobrimos que todos os meteoritos maiores que 300 gramas eram muito frágeis, enquanto aqueles com menos de 30 gramas eram muito mais compactos", disseram pesquisadores.


Novo ramo de Taurid



O recém-descoberto ramo Taurid é uma população de corpos com tamanho variando e que vai de alguns milímetros a várias centenas de metros, que se movem em torno do Sol. A gama estreita de parâmetros orbitais do novo ramo faz com que a associação de Taurids com esses asteróides seja muito mais fiável do que antes.


Todos os anos a Terra encontra este ramo por um período de cerca de três semanas. Durante esse tempo, a chance de impacto de um asteróide importante (dezenas de metros) aumenta significativamenta. Inclusive, corpos de pequeno tamanho podem penetrar profundamente na atmosfera e representam um perigo para a humanidade.



Você acha que a Terra será atingida em um futuro próximo?




Fonte: Astronomical Institute of the Czech Academy of Sciences
Fonte: nemesis maturity

Sem comentários:

Enviar um comentário