quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

TRÊS LIÇÕES DADAS PELO FALSO ALERTA DE MÍSSEIS BALÍSTICOS DO HAVAÍ (com vídeos e fotos)

O falso alerta de misseís balísticos no Havaí e no Japão ocorridos esta semana deixam uma lição de vida




Como você provavelmente está ciente, o governo do Havaí enviou mensagens de emergência em um alerta de mísseis balísticos o fim de semana, aterrorizando seus cidadãos com o seguinte texto:



'ALERTA DE EMERGÊNCIA: AMEAÇA DE MISSIL BALISTICO NO HAWAII. PROCURAR ABRIGO IMEDIATO. ISTO NÃO É UM EXERCICIO'.


Na verdade, foi um exercicio, mas nos 38 minutos após o envio deste texto, os havaianos entraram em pânico nas ruas, chorando e gritando pela vida, de acordo com vários relatos da mídia.



O rescaldo do falso alerta foi "uma loucura", disse a NBC Bay Area, e levou as pessoas a correr pelas ruas "chorando e gritando", perguntando o que fazer. Andy Thammavongsa, que twittou uma captura de tela de seu telefone que mostrou o tempo entre cada alerta, vive em Ewa Beach e disse à NBC em uma mensagem do Twitter: "Todos estavam entrando em pânico, toda a ilha estava acordada e alerta".



Nota: Nunca seja pego no Havaí durante um ataque nuclear. Não há escapatória e os cidadãos estão em pânico.



Há três lições cruciais que você precisa aprender com este episódio de falso alarme:

  

1) O governo dos EUA é incompetente.


Todo o sistema de envio de avisos aterradores para a população está controlado, aparentemente, por uma pessoa extremamente incompetente que tem autoridade absoluta sobre o envio desses alertas, sem controle algum. Ao mesmo tempo, a mídia está totalmente assustada com o "grande botão" do presidente Trump na mesa, e que um idiota na hierarquia de gerenciamento de emergência do Havaí, na verdade, tem um botão em sua mesa e ele empurrou para ver se realmente trabalha. Afinal o botão funciona.



Essa é a explicação oficial, pelo menos. Mas a explicação mais realista é que o sistema de alerta de emergência do governo do Havaí foi pirateado, assim como a rede de energia do aeroporto de Atlanta foi recentemente pirateada e colocada de joelhos há algumas semanas.



Por sinal, você já se perguntou por que o governo estava a criar um cenário que envolve um míssil nuclear que atinge o Havaí? A resposta deve ser óbvia. É porque o governo espera que essa possibilidade ocorra. Afinal, o Havaí é um alvo bastante fácil para os ICBM da Coréia do Norte. Assim como é Guam ou Seattle. O fato de ser o Havaí, é uma indicação de que existe um risco real para que essa possibilidade ocorra.


 2) As pessoas perdem a cabeça... quase ninguém está preparado para algo inesperado


A segunda grande lição aqui é que quase ninguém na sociedade em geral está realmente preparado para um ataque nuclear (ou qualquer emergência do género). Longe da resposta organizada e legal, que sempre nos dizem que sucederá pelos "cépticos precoces" que pensam que a preparação está enraizada na paranóia, este episódio provou, sem sombra de dúvida, que as pessoas ficam loucas quando está prestes a ruir.



Há uma grande lição nisso: o maior perigo em qualquer emergência é a falta de preparação das pessoas (que perdem a cabeça em meio a um pânico). O Hawaii apenas provou isso mais uma vez. Em qualquer caso, este falso alerta de mísseis balísticos foi um lembrete muito forte para todas as pessoas com ideias de preparação para que é melhor ter um plano de fuga para se afastar das massas despreparadas que entram em pânico. Ou, se preferir, você pode enfiar seus filhos em um dreno de tempestade e ver o que acontece. Não é a pior idéia se você estiver totalmente despreparado e não tiver outras opções.


3) Tempo para avaliar sua própria situação: o que VOCÊ faria se uma bomba nuclear da Coréia do Norte estivesse a poucos minutos de distância?


Este falso alerta também serviu para outro objetivo: lembrar a todos para dar uma olhada séria em seu próprio estado de preparação (http://preparedness.news/). Até que ponto você está pronto para um ataque nuclear em sua cidade? Você ainda sabe o que fazer logo após um ataque? O CDC recentemente tentou educar as pessoas sobre as defesas contra ataques nucleares, mas essa é a mesma agência corrupta do estado profundo que nem impede as pessoas de contrair a gripe.


Avalie seus suprimentos antes que os mísseis estejam no ar



Agora é a hora de dar uma nova olhada em seus suprimentos para preparação, incluindo alimentos armazenáveis e iodo dietético, que pode ajudar a proteger sua tireóide da exposição à radiação com iodo-131. Também pode ser prudente considerar suas capacidades de comunicação (você tem um rádio a pilhas?) E capacidades de autodefesa (quando foi a última vez que você disparou a sua ' Glock' que tem na prateleira em seu armário?).


Você tem uma máscara anti gás eficaz com filtros novos para que você possa evitar a inalação de partículas radioativas? Você tem folhas de plástico para selar sua casa do pó radioativo flutuando? Você conhece a meia-vida do iodo-131 versus Cesium-137?



Você tem um filtro de água que remove isótopos radioativos da água? Você tem maneira de filtrar sua água quando a rede elétrica falhar?



Para quase todos os americanos, a resposta da maioria das pessoas é "Huh?" Se a sua resposta é "Huh?", Você está lamentavelmente despreparado para a realidade de um ataque de mísseis balísticos - uma possibilidade que parece cada vez mais provável a cada dia, graças à insanidade total da Coréia do Norte.


Aqui estão alguns sites e recursos que podem ajudá-lo a se preparar:


Veja: Nuclear.news e Radiation.news para proteção de guerra nuclear, ciência de radiação, autodefesa contra radioisótopos e muito mais. Estes são atualizados a cada poucos dias com mais postagens. SurvivalBlog.com também é um excelente recurso para sabedoria de sobrevivência diária, e também Bugout.news para uma cobertura ainda maior de táticas de sobrevivência e estratégias que podem salvar sua vida.



Porque um dia, esse alerta de mísseis balísticos que você recebe no seu celular não será um erro. E você terá que tentar sobreviver com quaisquer ferramentas e habilidades que você possui. A UPS não entrega em zonas de radiação, por algum motivo. Prepare-se.

 

 

 

Os residentes no Havaí em pânico escondem os filhos nos canos de esgoto

 



Sem comentários:

Enviar um comentário