segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018

VEJA OS CANAIS DE VENEZA SEM ÁGUA (com fotos e vídeo)

Marés excepcionalmente baixas drenaram os canais de Veneza deixando as famosas gôndolas encalhadas






Marés excepcionalmente baixas drenaram a lagoa de Veneza, deixando as gôndolas venezianas encalhadas em bancos de canais secos. 


As marés baixas, causadas pela "lua de sangue, a super azul" de quarta-feira, secaram os canais, tirando aos gondoleiros o seu ganha pão e aos moradores o seu transporte.


Este é o terceiro ano em que Veneza experimentou baixos níveis de água, com dados que mostram uma diminuição de até 60 cm abaixo da média. Dois anos atrás, a cidade reportou níveis de água até 70 cm abaixo dos níveis normais, o menor registrado em dados da cidade.



    Os canais secos de Veneza  via © VINCENZO PINTO / AFP/GETTY IMAGES


Agora, com pouca ou nenhuma água para complementar a famosa estética veneziana, os turistas, em vez disso, vislumbram a sujeira enterrada no fundo dos canais, as gôndolas paradas em bancos de areia enlameados e as paredes de construção do lado do canal erodidas pela água.


Isto é especialmente surpreendente, dado que os estudos dizem que a cidade tem naufragado nos últimos anos, tornando-a propensa a inundações durante o ano.


No entanto, ao lado das marés baixas, a cidade tem experimentado um frio invernal, falta de chuva e marés baixas devido à "super lua azul", que contribui para os seus canais secos.


Veneza baseia-se no seu crescente turismo para combater os efeitos da sua diminuição populacional. Os números oficiais do censo mostram que a cidade, que já abrigou uma população de mais de 175 mil habitantes, vem diminuindo, desde 1951, para 155 mil habitantes.

 

 

    via © VINCENZO PINTO / AFP/GETTY IMAGES


     via Facebook


    via Facebook


    via Facebook


    via © VINCENZO PINTO / AFP/GETTY IMAGES

Sem comentários:

Enviar um comentário