sábado, 10 de março de 2018

TRUMP: RELAÇÕES COM ATRIZ PORNO SÃO MAIS SÉRIAS DO QUE SE PENSAVA

O suposto romance entre a atriz de cinema e o atual presidente dos Estados Unidos, pode se tornar um problema sério






O suposto romance entre a atriz de cinema, Stephanie Clifford, e o atual presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, pode se tornar um problema sério, embora tenha começado no início como uma fofoca, já começam a surgir provas que confirmam o pagamento de seu silêncio.


Clifford revelou na terça-feira que começou seu "relacionamento íntimo" com o Trump em 2006, quando o magnata de Nova York já estava casado com a atual primeira dama dos EUA, Melania Trump. Alguns relatórios dizem que seu relacionamento durou anos.



Stephanie Clifford a atriz porno que acusa Trump



A atriz, aparece na tela sob o nome de Stormy Daniels, assinou com Michael Cohen, advogado de Trump, um "acordo de silêncio" em outubro de 2016, antes das eleições. O documento apresenta Trump como 'David Dennison' e Daniels como 'Peggy Peterson' para a 'cláusula de confidencialidade'.


Ela entrou com um processo contra o Trump, alegando que fizeram um mau negócio e que ela foi obrigada a guardar silêncio.


Em meados de fevereiro passado, Cohen admitiu ter pago US $130.000 de seu próprio dinheiro para a atriz americana, e que nem a Trump Organization nem a campanha Trump contribuíram para a transação, nem ninguém forneceu o dinheiro.


No entanto, na sexta-feira se soube que o advogado usou o e-mail corporativo da Organização Trump para realizar negociações com a atriz. Esta revelação formulou a tese de que o pagamento feito por Cohen pode ser considerado como um pagamento de campanha não declarado.




                                                                    Stephanie Clifford



"Essencialmente, quando um indivíduo fornece algo de valor que beneficia uma campanha política, viola a lei de financiamento de campanha se esse serviço não for denunciado como uma doação ou se o serviço não for compensado pela campanha", explicou Sarah Bryner, diretora de investigações da Opern Secrets, uma organização de referência para monitorar o financiamento de campanhas eleitorais, em entrevista ao portal Univision Noticias.


De acordo com especialistas, Cohen poderia ser processado por fazer declarações falsas ao governo federal, um crime que equivale a até cinco anos de prisão.


O ex-chefe da Casa Branca, Steve Bannon, informou recentemente que os advogados do presidente dos EUA, pagaram durante a campanha presidencial de 2016 a 100 mulheres, com as quais ele teve relações sexuais.

Sem comentários:

Enviar um comentário