sábado, 7 de abril de 2018

NA ALEMANHA, CARRO ATINGE MULTIDÃO E FAZ DOIS MORTOS (com fotos)


Uma van atropelou várias pessoas na cidade alemã de Münster e há dois mortos confirmados








Uma van atropelou várias pessoas na cidade alemã de Münster. Há dois mortos confirmados. O condutor suicidou-se. O suspeito era um cidadão alemão, com problemas psicológicos.




Um carro atingiu uma multidão na cidade alemã de Münster. De acordo com a Associated Press (AP), a polícia confirma dois mortos. As primeiras informações das autoridades apontavam para quatro mortos, incluindo o homem que conduzia a viatura.


O homem que conduzia a viatura era um cidadão alemão, com problemas psicológicos, sem ligações a grupos terroristas, avança a Reuters, que cita o jornal alemão Sueddeutsche Zeitung.





O apartamento do suspeito, um cidadão alemão de 49 anos, está a ser alvo de buscas de possíveis explosivos.


Segundo a estação de televisão pública alemã ZDF, o suspeito tinha cometido "há pouco tempo" uma tentativa de suicídio.


Em simultâneo, a polícia anunciou que está a verificar relatos de testemunhas segundo os quais havia mais ocupantes na van que terão conseguido fugir do local logo depois de o veículo chocar contra uma multidão que se encontrava em frente de um bar popular de Münster.







A agência noticiosa alemã DPA indicou que as testemunhas mencionaram a existência de mais duas pessoas dentro da van, além do condutor.


O porta-voz da polícia, Andreas Bode, referiu também que foi encontrado dentro do veículo um objeto suspeito que estão agora a analisar e que foi por essa razão que criaram um perímetro tão alargado em torno do local do incidente, no centro histórico da cidade, e estão a instar as pessoas a ficarem em casa e evitarem passar nas proximidades.





A polícia de Münster publicou um 'tweet' em que pedia aos residentes para evitarem a área próxima do restaurante Kiepenkerl, onde ainda decorre uma operação policial.


De acordo com a AP, a polícia está a investigar um objeto suspeito que encontrou no interior da viatura e a recolher o depoimento de várias testemunhas.

 

 










Sem comentários:

Enviar um comentário