segunda-feira, 23 de abril de 2018

SUPOSTO ASSASSINO DE UMA LÍDER INDÍGENA É LINCHADO (com vídeo)

O suposto assassino canadense de uma líder indígena no Peru, foi linchado por uma multidão






Olivia Arévalo, líder da aldeia shipibo-konibo na Amazônia peruana, foi morta por cinco tiros na quinta-feira da semana passada.


Um cidadão canadense, suspeito do assassinato da curandeira e líder de uma aldeia amazônica, Olivia Arévalo, foi enforcado no meio de um linchamento por indígenas que decidiram fazer justiça com suas próprias mãos. Neste sábado a polícia peruana encontrou seu corpo no município de Victoria Gracia, localizado a cerca de 20 minutos da cidade de Yarinacocha, no departamento de Ucayali, informa o jornal El Comercio.


A agência de notícias Pucallpa (ANP) transmitiu o vídeo do linchamento do sujeito pelos moradores e parentes da curandeira.





Olivia Arévalo, da etnia Shipibo-Konibo, na Amazônia peruana, foi morta a tiros na quinta-feira na comunidade intercultural Victoria Gracia, aos 81 anos. A líder indígena recebeu cinco tiros no coração, informou através de sua conta no Facebook a Federação de Comunidades Nativas de Ucayali e Tributários (Feconau).


La Defensoría del Pueblo de Perú condenou o "execrável" assassinato de Arévalo e solicitou uma rápida investigação, bem como a proteção dos povos indígenas, antes "do aumento crescente de atividades como a extração ilegal de madeira, a mineração ilegal, o tráfico de pessoas e o tráfico de drogas", que colocam suas vidas em risco.


A agência também "condenou o linchamento e assassinato do suposto autor do assassinato". Segundo dados da imprensa peruana, é o canadense Sebastian Paul Woodroffe.


Vídeo com imagens fortes





Sem comentários:

Enviar um comentário