quarta-feira, 16 de maio de 2018

CONHEÇA OS PAÍSES ONDE 'SOBRAM' MULHERES E 'FALTAM' HOMENS (com fotos)

Se você está solteiro e anda à procura da sua cara metade, faça as malas e escolha um destes paraísos







Em muitos países, a maior parte da população é constituída por mulheres, ao invés de homens. Se você está solteiro e anda à procura da sua cara metade, faça as malas e escolha um destes paraísos.


Quem sabe se não encontra a sua cara metade.




Ilhas Marianas do Norte (Oceano Pacifico)


Neste território, há 756 homens para cada mil mulheres. Este pode ser um dos melhores lugares para encontrar uma namorada.






Mali, Níger, Burkina Faso, Líbia (Mulheres Tuaregues)


As mulheres solteiras do povo tuaregue acreditam que "quantos mais amantes, melhor será sua reputação". Os tuaregues inclusive têm um conceito denominado "asri", que significa liberdade moral total de todas as solteiras, até mesmo quando são viúvas ou divorciadas.






Comunidade Noiva do Cordeiro (Brasil)


A maioria dos 600 habitantes desta comunidade é constituída por mulheres. Uma vez, as "amazonas brasileiras" até partilharam na página da comunidade uma proposta aos homens para virem ao povoado. Apesar de muitas habitantes de Noiva do Cordeiro terem filhos e maridos, são obrigadas a trabalhar nas redondezas, elas se encontram com seus maridos somente nos fins de semana.





Ucrânia


Em Kiev, capital ucraniana, podem ser encontradas as mulheres que entram na lista das mais lindas do mundo. No entanto, a percentagem de homens no país é de apenas 46%, o que torna a Ucrânia um país promissor para quem busca sua cara metade.




Hungria


Segundo as ultimas estatísticas, a população feminina em Budapeste, capital do país, é de 53%. Ou seja, tem mulher sobrando.





Rússia


Na Rússia, há 0,86 homens para cada mulher. A diferença é especialmente maior na cidade de Ivanovo, para cada 100 homens há 190 mulheres. Entretanto, na cidade de Yaroslavl, são 179 mulheres para 100 homens. Que tal tentar a sorte na Rússia?







México


Neste país latino-americano, vivem 2,8 milhões de mulheres a mais do que homens, segundo um estudo recente realizado pelo órgão mexicano Conselho Nacional de População (CONAPO).




Sem comentários:

Enviar um comentário