sábado, 5 de maio de 2018

DESCOBERTA DE CIDADE PERDIDA ISRAELITA, "PROVA QUE O RELATO BÍBLICO DO REI DAVID É EXATO" (com fotos)

De acordo com estudiosos cristãos, a descoberta de uma cidade perdida em Israel ajuda a provar que o relato da Bíblia sobre o rei Davi é historicamente exacto





Uma escavação arqueológica perto de Jerusalém desenterrou um edifício pertencente a um antigo assentamento que se pensava estar no sitio de Eglon.


Segundo a Bíblia, a cidade lutou contra os israelitas como parte de uma coalização de cinco Reis amoritas e mais tarde foi listada como pertencente à tribo de Judá.


Estudiosos têm questionado se o rei Davi realmente existiu ou se era uma figura mítica e duvidam particularmente do tamanho de seu reino como descrito na Bíblia.


Mas o professor Avraham Faust, diretor da escavação arqueológica, sugeriu que a descoberta apoia a Bíblia como uma fonte historicamente precisa.


Ele disse: "Nós, é claro, não encontrámos nenhum artefacto que dissesse 'Rei Davi' ou 'Rei Salomão', mas descobrimos no local sinais de uma transformação social pela qual a região passou".


"Isso parece indicar que a inspiração ou a causa das transformações devem ser buscadas no planalto".


"A associação com Davi não se baseia em nenhuma evidencia arqueológica, mas apenas em circunstancias circunstanciais."


"Como a origem da mudança parece estar nas terras altas, e desde que ocorreu na época em que Davi deveria existir, a ligação é plausível".
Ele continuou: "Além disso, as mudanças são consistentes com mudanças regionais maiores, todas conectadas com as terras latas, e todas acontecendo de cada vez que o reino de Davi deveria se espalhar nessa região".


"A associação com o reino das montanhas, bem como o tempo da mudança, é a principal descoberta, e se alguém acha que não houve um rei Davi, essa pessoa devia vir com um nome diferente para o rei das montanhas".


Eilat Mazar, um proeminente arqueólogo israelense, disse que a ligação entre a Bíblia e a arqueologia é problemática. Ele disse: "A arqueologia não começa com uma crença na Bíblia e depois uma busca de provas. Primeiro, encontramos evidencias e depois tentamos entender a verdade por trás das evidencias".


O Dr. Mazar disse que na maioria dos casos faltam evidencias de eventos bíblicos. Ele disse: "Mesmo o que está escrito sobre Davi, uma das figuras mais proeminentes da Bíblia, há muito poucos eventos que deixaram evidencias que podíamos encontrar provas arqueológicas hoje."


"Podemos usar a Bíblia como uma fonte para guiar a nossa busca, mas não podemos usar a Bíblia como prova. Mas as conclusões são tiradas após um longo e completo processo de prova".


"Depois de provar a conexão usando métodos arqueológicos, a conexão bíblica pode agora ser trazida".


Veja as fotos




Arqueólogos desenterraram cidade perdida em Israel



'Ain Dara Temple: descoberto por Scholar John Monson é o mais parecido com o templo do rei Salomão 



Ashkelon Arched Gate: o arco monumental mais antigo conhecido até à data encontrado no sul de Israel em 1992



 St. Peter’s House: 25 anos atrás os arqueólogos descobriram uma simples casa do século I em Cafarnaum, que pode ter sido habitada por Jesus durante o seu ministério na Galileia 



 The Siloam Pool in Jesus’ Time: uma piscina na encosta sul da cidade de Davi, o local original de Jerusalém. A piscina foi alimentada pelas águas da Fonte Giom, trazidas por dois aquedutos



 “Yahweh and His Asherah”: fragmentos pintados foram descobertos no deserto do Sinai oriental, dentro dos fragmentos quebrados havia uma inscrição que se referia a "Yahweh de Samaria e sua Asherah" 



Tel Dan Stela: seculo IX aC - Inscrição que forneceu a primeira evidencia histórica do rei Davi fora da Bíblia, atraiu muita atenção

Sem comentários:

Enviar um comentário